Blog da UnP
Vestibular 2020

Saiba como se preparar para a redação do vestibular

Milhares de estudantes estão se preparando para ingressar no mundo universitário e muitos acabam ficando ansiosos com relação à redação do vestibular. Afinal, escrever exige prática, aperfeiçoamento e dedicação.

A redação, normalmente, é a avaliação de maior peso em vestibulares e ENEM. Então, é um processo essencial para você começar a escrever o seu futuro no mercado de trabalho. Mas a boa notícia é que esse processo não precisa ser tão difícil.

Existem algumas formas de você tornar a escrita um exercício mais fácil como, por exemplo, conhecer o seu lado teórico e como estruturar uma redação do vestibular. Por isso, hoje preparei uma lista com 5 passos para você desenvolver uma excelente redação e garantir sua vaga em uma universidade!

Como fazer uma redação do vestibular em 5 passos

Eu sei que vocês já ouviram falar que “quem não lê, não escreve” ou algo similar. E, realmente, a leitura é essencial, (se não o primeiro passo) para desenvolver uma boa redação.

Além de contribuir com seu reportório, o hábito de ler vai te ajudar a formular ideias e a estrutura do texto com mais facilidade. Portanto, vale ler de tudo: ler gibis, livros, notícias, revistas. Enfim, quanto mais, melhor!

Normalmente a maioria dos vestibulares, inclusive o ENEM, adotam o gênero textual dissertativo e argumentativo para a redação. Nesse formato, você precisa formular uma ideia inicial, defender diferentes pontos de vistas com argumentos e contra-argumentos ao longo da estrutura.

A estrutura do texto é fundamental para você organizar o conteúdo da redação. Portanto, o primeiro passo é saber como estruturar o seu conteúdo na redação, confira.

1. Como estruturar a redação do vestibular

A redação do Enem ou do vestibular conta uma quantidade mínima de linhas, geralmente, entre 15 e 30. Podemos dividir a elaboração de um texto em três partes, então vamos pensar na estrutura de 15 linhas, por exemplo.

Dessa forma, você pode dedicar três linhas para introdução, 10 linhas para desenvolvimento e cinco para conclusão. Mas vamos analisar como vai ficar na estrutura, confira.

Introdução

Na parte de introdução, você precisa apresentar o tema e qual será a sua abordagem. Dessa forma, é importante que ela já “ganhe” seu leitor.

Ou seja, é importante criar um início atrativo, afinal, a introdução é o primeiro contato que o leitor vai ter com seu texto (após o título). Assim, a introdução precisa oferecer a ideia do que será abordado no decorrer da redação.

Desenvolvimento

Aqui podemos dividir o desenvolvimento em dois parágrafos, a fim de facilitar a organização das ideias e não deixar o texto exaustivo ou até mesmo confuso. Então, você vai apresentar argumentos que defendam a sua ideia sobre o tema e responder questionamentos que você possa ter levantado na introdução da sua redação.

Use um parágrafo para cada argumento e tenha em mente que o desenvolvimento é a fase em que você prova o seu ponto de vista para o leitor. Portanto, apresente argumentos que você consiga justificar.

É importante observar que nada te impede de fazer citações no texto, ou seja, você pode aproveitar trechos e dados dos textos de apoio para justificar os seus argumentos. As citações, além de servirem como base para suas afirmações, vão enriquecer o seu texto!

Se achar necessário, crie um terceiro parágrafo, mas tente não passar disso. Afinal, você pode acabar se perdendo com muitas ideias e ultrapassar o limite de linhas.

Conclusão de texto

Para encerrar sua redação com chave de ouro, você precisa apresentar uma conclusão. Isso significa que você deve finalizar as ideias apresentadas ao longo do texto. Portanto, você pode resumidamente retomar as teses iniciais e alinhar com os principais argumentos que justifiquem essas ideias.

Na redação do ENEM, é fundamental que você apresente alguma solução para a situação problema apresentada para o tema. Mas a ideia de apresentar uma solução também é muito bem-vinda para a redação do vestibular. E ela só vai agregar mais qualidades a seu texto.

2. Identifique o gênero textual

Às vezes, pode acontecer de alguma instituição de ensino não adotar o gênero textual dissertativo e argumentativo para redação do vestibular. Nesses casos, é fundamental identificar qual é o gênero textual dessa redação e relembrar as suas características.

Mas os estilos de textos mais comuns em vestibulares são os narrativos, descritivos, dissertativos ou em formato de carta. Para ajudar vocês a relembrar separei as características deles de forma bem sucinta, veja.

Dissertação

O assunto precisa ser discutido utilizando opiniões fundamentadas para desenvolvimento. Conforme a regra para esse tipo de texto, o conteúdo precisa ser estruturado em introdução, desenvolvimento e conclusão.

Narração

O conteúdo do texto precisa ser apresentado em forma de história, apresentando personagens envolvidos, tempo e o espaço onde acontece a episódio. Esse conteúdo é estruturado por verbos de ação e advérbios de tempo e lugar, além de também utilizar a estrutura “introdução, desenvolvimento e conclusão”. Ele também precisa apresentar conflito e clímax.

Descritivo

No texto com gênero descritivo, você precisa apresentar um relato minucioso, representado pelos cinco sentidos (visão, tato, paladar, olfato e audição) fiel à imagem real do animal, pessoa, lugar ou objeto tratado. O texto pode ser objetivo (quando a descrição é precisa) ou subjetivo (quando permite mais de uma interpretação).

Carta

A estrutura desse texto e a linguagem podem ser mais descontraídos caso seja de contato com outra pessoa, mas também podem contar com estilo formal, em circunstâncias de reivindicações. Entretanto, a carta argumentativa é a modalidade mais cobrada nos vestibulares e sua estrutura consiste em cabeçalho (local e data), saudação (vocativo inicial), corpo do texto e assinatura.

3. Estruture suas ideias em um projeto de texto

É essencial ter um projeto que te ajude a organizar suas ideias para que não fuja do tema central e economize tempo na prova. Portanto, em um primeiro momento anote as ideias que julgar mais relevante e depois organize essas ideias conforme cada estrutura para ver se está fazendo sentido com o tema.

Para estruturar o projeto, basta você separar os principais tópicos que serão abordados na redação por exemplo:

  • Qual é o seu ponto de vista central?
  • Quais serão os seus argumentos para justificar seu ponto de vista?
  • Caso precise apresentar solução: Qual é a proposta de solução?

4. Revise a redação

Se você faz parte dos “apressados”, que entregam a redação correndo para ir embora, pode parar com isso! Entregar a redação sem antes dar uma boa revisada não é uma opção.

Após terminar de elaborar seu texto, aproveite para beber um pouco de água, respirar fundo e dar uma relaxada na sua mente. Isso porque revisar o conteúdo é crucial para garantir uma boa nota na redação. Esse é o momento para identificar erros que passaram despercebidos durante a elaboração, como, por exemplo, ausência de vírgula, acento e até mesmo conjugação de verbo.

A revisão é a última etapa para elaboração de um texto, mas não é menos importante. Então, dedique-se a essa etapa!

É isso aí pessoal! É só vocês praticarem e arrasarem na redação do vestibular! Eu sei que às vezes falta inspiração para escrever, então separei essa lista com documentários inspiradores para dar um up no conhecimento de vocês!

Agora que vocês já estão bem preparados para fazer uma bela redação, só não esquece de compartilhar esse conteúdo com seus colegas. E claro, não deixe de acompanhar o blog da UnP para saber tudo que está rolando no mundo universitário!

Paloma Silva

Comentar