Blog da UnP
Medicina Veterinária

Medicina veterinária: tudo o que você precisa saber

Sonha em fazer o curso de medicina veterinária? Então, vem com a gente!

Você gosta de animais e gostaria muito de trabalhar cuidando deles? Conheça o curso de Medicina Veterinária e apaixone-se ainda mais por essa profissão! Na Universidade Potiguar (UnP) o bacharelado de veterinária é oferecido desde 2014, e é o único Curso Superior da profissão em Natal. 

Além disso, de acordo com o Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFVM), são mais de 80 áreas de atuação, e o Rio grande do Norte é um ótimo lugar para trabalhar e crescer em Medicina Veterinária.

Medicina Veterinária
Medicina Veterinária

No estado há por volta de 7 ecossistemas, e dentro deles uma diversidade de faunas. Sendo assim, o Rio Grande do Norte tem se destacado em diferentes áreas, seja para pequenos animais ou no mercado de criação de gado, por exemplo.

Portanto, o RN tem vários programas que funcionam para preservar seu ecossistema natural, voltados a promover educação ambiental e turismo ecológico. E você, discente de Medicina Veterinária, pode auxiliar nisso.

O Curso de Medicina Veterinária tem a proposta de formar veterinários com perfil generalista, humanista, a atitude crítica e reflexiva

Ok, mas como é o curso de medicina veterinária na UnP?

Medicina Veterinária
Medicina Veterinária

O curso totaliza 4.772 horas, divididas em 10 semestres e é preciso gostar muito de disciplinas como biologia ou química, uma vez que a matriz curricular do curso é rica em matérias que abordam esses temas. Além disso, você terá aulas práticas em um Hospital Veterinário Simulado. 

Confira matérias que você estudará no bacharelado de Medicina Veterinária:

  • Agressão e Defesa em Medicina Veterinária 
  • Anestesiologia Animal
  • Bioestatística e Epidemiologia
  • Biotecnologia e Reprodução Animal
  • Cadeias Produtivas em Medicina Veterinária
  • Clínica Complementar ao Diagnóstico/ Aves e Suínos/ Grandes Animais/ Pequenos Animais 
  • Clínica e Conservação de Animais Silvestres
  • Comunicação Clínica
  • Corpo Animal 
  • Criação e Produção Animal 
  • Desenvolvimento Humano e Social
  • Emergências e Cuidados Intensivos
  • Ética e Bem-Estar Animal
  • Farmacologia e Toxicologia Veterinária
  • Fisioterapia e Reabilitação Animal
  • Função e Disfunção dos Sistemas 
  • Gestão de Clínicas e Consultórios
  • Gestão em Serviços de Saúde
  • Higiene e Inspeção de Produtos de Origem Animal
  • Melhoramento Genético Animal
  • Metodologia Científica
  • Nutrição Animal
  • Optativa
  • Práticas Veterinárias 
  • Processos Biológicos
  • Processos Biológicos no Organismo Animal
  • Programa de Integração Saúde Comunidade
  • Sanidade Animal
  • Saúde Coletiva em Medicina Veterinária
  • Seminários Integrativos do Estágio Profissional
  • Tecnologia de Produtos de Origem Animal
  • Terapêutica Medicamentosa
  • Zoonoses

Então, com todo esse conhecimento, você estará apto a prevenir e tratar doenças em animais. Além disso, será capaz de pesquisar sobre doenças que podem ser transmitidas entre animais e humanos, trabalhar na qualidade de produtos de origem animal, e entre outras atividades.

Curiosidades sobre Medicina Veterinária

A profissão foi regulamentada em 1968. Imagina o tanto de procedimentos e os avanços tecnológicos que ocorreram até 2020! Por isso é sempre importante manter-se atualizado, e não parar de estudar! 

De acordo com a Revista Veterinária, a profissão teve origem em 1761, com a criação da primeira escola de veterinária na França

O primeiro diploma legal a regulamentar a Medicina Veterinária veio com o Decreto 23.133 de 9 de setembro de 1933. Além disto, de acordo com o Conselho Federal de Medicina Veterinária, o Brasil é o país com mais veterinários do mundo.

Portanto, essa profissão é antiga e tem um mercado de trabalho que cresce ao passar dos anos.

Segue lista de onde um(a) veterinário(a) pode trabalhar:

  • Como médico e cirurgião de animais de pequeno e grandes porte domésticos e silvestres. Assim, podendo  trabalhar em clínicas e hospitais veterinários;
  • Como funcionário público, no controle e prevenção de zoonoses, atuando na vigilância epidemiológica, sanitária e ambiental;
  • Em indústrias, na inspeção de produtos e alimentos de origem animal;
  • Em fazendas ou centros de pesquisa, na produção animal, onde se destaca a reprodução, a nutrição, o melhoramento genético animal, o bem estar animal, como também a sanidade;
  • Como pesquisador em empresas públicas ou privadas;
  • Docente em instituições de Ensino Superior e Técnico;
  • Na implantação ou administração de projetos ecológicos e em reservas naturais.

Percebe-se que há espaço e muitas especialidades nessa área. Mas, é claro que dependendo do lado que você for, a remuneração será maior ou menor. No entanto, de acordo com a Lei 4.950-A/66, de 1966, o salário de um(a) veterinário(a) está vinculado ao salário mínimo do País. Confira:

  • Jornada de: 6 horas – 6 salários mínimos  /  7 horas – 7,25 salários mínimo / 8 horas – 8,5 salários mínimos

É importante prestar atenção nisso, pois não são todas as empresas que seguem essa lei. Normalmente, os salários mais altos estão conectados ao setor público, em órgãos como ANVISA e IBAMA.

Está pronto para prestar o vestibular? Temos certeza que você será um(a) ótimo(a) veterinário (a).

Heloísa Campos

2 comentários