Blog da UnP

Gestão Hospitalar EAD: saiba mais

Entenda sobre o curso, características e a área de atuação do profissional formado nesse campo

Gosta da área da saúde, mas também tem afinidade com a parte de gerência e administração? O curso de Gestão Hospitalar EAD é uma ótima alternativa para você.

Quem trabalha nesse ramo é responsável por gerir e estruturar os mais diversos serviços e setores da saúde. E vale lembrar: é possível exercer essa profissão ao realizar uma graduação ou uma pós. Ou seja, você pode tanto iniciar na carreira, quanto dar aquela guinada nos rumos de trabalho para entrar nela.

Vale ressaltar também o quanto o administrador hospitalar contribui com a sociedade. É ele o responsável por proporcionar uma melhor  e mais humanizada experiência ao paciente, garantindo satisfação, além de segurança. Ficou interessado em saber outros detalhes a respeito do curso de Gestão Hospitalar EAD? É só continuar lendo.

Gestão Hospitalar EAD: saiba mais sobre o curso e a área de atuação do profissional formado nesse ramo.
Gestão Hospitalar EAD: saiba mais sobre o curso e a área de atuação do profissional formado nesse ramo.

 

O que é Gestão Hospitalar

Trata-se do campo que engloba a parte de administração e gestão dos mais diversos sistemas de saúde públicos e privados. O que, além de hospitais, também inclui laboratórios, clinicas, redes hospitalares, entre outros. A atuação pode ser tanto em instalações públicas, quanto privadas.

Dessa forma, a Gestão Hospitalar está relacionada ao gerenciamento de todos os processos, pessoas, materiais e equipamentos presentes nos sistemas de saúde. Assim como a logística dos estabelecimentos, soluções técnico-administrativas, planejamento e supervisão.

O que se faz em gestão hospitalar

Ao se formar como administrador nessa área, o profissional fica responsável por gerir o funcionamento dos mais diversos processos internos que dizem respeito à gestão de empresas e serviços de saúdo. Para isso, ele aplica as técnicas e boas práticas de administração dos recursos humanos e materiais.

Portanto, a rotina de quem atua no ramo é bastante dinâmica e exigente. Reunimos abaixo algumas das responsabilidade de quem trabalha na área, confira:

Planejamento e administração de negócios

A gestão hospitalar necessita de planejamento, já que é o cerne da função. O profissional deve ser capaz de elaborar estratégias e planos de ação de acordo com a necessidade local de trabalho, assim como organizar a rotina e avaliar questões administrativas e burocráticas.

Logo, é necessário que o administrador hospitalar esteja sempre atento à rotina e necessidades do local em que trabalha. Conhecendo os setores e normas, por exemplo.

Organização do processo de Recursos Humanos

Como mencionado anteriormente, a rotina desse campo de trabalho envolve a organização dos profissionais que fazem parte do quadro de colaboradores. O que envolve aspectos como planejamento e acompanhamento da rotina diária, clima e motivação de equipe.

Compras e almoxarifado

O gerenciamento e reposição de materiais e medicamentos também faz parte do trabalho desse profissional. E isso engloba desde o relacionamento com fornecedores, compras, controle e armazenamento.

Garantir soluções de problemas técnico-administrativos

O gestor hospitalar deve avaliar constantemente as condições e indicadores da empresa em que atua. Para que, dessa forma, identifique com antecedência qualquer eventual problema. Além de buscar constantemente a melhoria na eficiência dos serviços e maior satisfação entre os pacientes.

Graduação em Gestão Hospitalar EAD

Como mencionado anteriormente, há duas opções para quem deseja seguir carreira nessa área. A faculdade é a primeira delas. Trata-se de um caminho interessante para quem possui o desejo de ingressar no campo de trabalho e ainda não realizou um curso superior.

Esse é um curso que pode ser encontrado na modalidade de tecnólogo. Ou seja, uma graduação cuja grade curricular é mais direcionada para a prática da profissão e que, além disso, possui um duração mais curta: normalmente de 2 a 3 anos. Como é o caso do curso oferecido pela UnP, que tem 6 semestres. Confira alguns exemplos de matérias encontradas nessa graduação:

  • Análise e Resolução de Problemas Profissionais – Área Saúde e Bem-estar
  • Bioética e humanização em saúde
  • Biossegurança e Segurança do Paciente
  • Ferramentas Práticas para a Inovação – Área Saúde e Bem-estar
  • Saúde Baseada em Evidências
  • Administração Estratégica
  • Auditoria em Procedimentos Médicos e em Contas Hospitalares
  • Contratos (Teoria)
  • Ferramentas Avançadas de Auditoria em Saúde
  • estão de Custos e Formação Estratégica de Preços
  • Logística Hospitalar
  • Políticas Sociais e de Saúde
  • Regulação do Mercado da Saúde Suplementar
  • Serviços Pré e Pós-Hospitalares
  • Tecnologia da Informação na Área da Saúde

 

Pós-graduação em Gestão Hospitalar EAD

Os cursos de pós são a segunda alternativa para quem deseja ingressar na área. Essa opção pode ser interessante caso você já tenha o diploma de graduação. Uma opção muito comum, para quem de alguma forma está envolvido com a área da saúde ou de gerenciamento.

A especialização da UnP, por exemplo, tem duração de dois semestres. E, durante esse período, proporciona sólida formação em administração no setor e em serviços saúde, capacitando o profissional com qualidade. Veja alguns exemplos das disciplinas que compõem essa especialização:

  • Análise e Resolução de Problemas Profissionais – Área Saúde e Bem-estar
  • Bioética e humanização em saúde
  • Biossegurança e Segurança do Paciente
  • Ferramentas Práticas para a Inovação – Área Saúde e Bem-estar
  • Projeto de Experiência – SAÚDE E BEM-ESTAR
  • Saúde Baseada em Evidências
  • Administração Estratégica
  • Auditoria em Procedimentos Médicos e em Contas Hospitalares
  • Contratos (Teoria)
  • Ferramentas Avançadas de Auditoria em Saúde
  • Gestão de Custos e Formação Estratégica de Preços
  • Logística Hospitalar
  • Regulação do Mercado da Saúde Suplementar
  • Serviços Pré e Pós-Hospitalares
  • Tecnologia da Informação na Área da Saúde

Quem pode fazer Gestão Hospitalar

A indicação do perfil ideal depende um pouco se você vai optar pela faculdade ou pela especialização. A diferença, é claro, está no fato de que a graduação exige apenas que você tenha um diploma de ensino médio. Enquanto que, na pós, é preciso ser formado em outra graduação.

Vale ressaltar que, no caso da especialização, não é necessariamente preciso ser formado na área da saúde (embora esse seja um caminho comum para muitos). Também é possível ingressar na pós-graduação em Gestão Hospitalar, caso você seja graduado em outros campos de estudo.

Como é o mercado de trabalho em Gestão Hospitalar

Esse ramo profissional é, obviamente, focado na área da saúde. No entanto, a diversidade de possibilidades de atuação é vasta. Confira abaixo alguns exemplos de locais em que o administrador hospitalar pode atuar:

  • Hospitais públicos ou privados
  • Laboratórios clínicos
  • Clínicas e policlínicas de saúde
  • Clínicas de reabilitação
  • Clínicas de estética
  • Casas de repouso
  • Centros de hematologia/hemoterapia
  • Prontos-socorros
  • Centros de atenção psicossocial
  • Maternidades Unidades Básicas de Atenção à Saúde
  • Empresas que prestam consultoria na área da saúde

Quanto ganha um profissional formado em Gestão Hospitalar

De acordo com informações do portal Salário, um administrador hospitalar inicia na profissão ganhando, em média, R$ 3.800,00. Enquanto que a média salarial para a profissão no país é de R$ 4.054,30.

Vale lembrar que os valores dos vencimentos para quem se forma na área podem variar de acordo com o tempo de experiência, região de atuação, entre outras variáveis. E que, de acordo com o mesmo portal citado anteriormente, o montante pode alcançar R$ 9.109,64.

Gostou das informações sobre o curso de Gestão Hospitalar EAD? Comente aqui embaixo e contribua com nosso blog. Aproveite também e confira este outros posts: Curso na área de Gestão: está pensando em fazer um?  Você também pode se inspirar com este conteúdo: Gestão hospitalar: 6 filmes relacionados à profissão.

Thais Coutinho G. Bezerra

Comentar