Blog da UnP
Programação, habilidade necessária para um analista de dados.

Analista de dados: como se tornar um

Descubra como e saiba mais sobre essa profissão

Você já ouviu falar na profissão de analista de dados? Essa é uma ótima opção para quem tem intimidade com tecnologia, interpretação de estatísticas e tecnologia. Se você tem esse perfil, com certeza vai gostar de ouvir mais sobre o assunto.

Reunimos neste post, as principais dicas para que você entre na profissão. Mencionamos, por exemplo, quais graduações ajudam a ingressar nesse caminho, o que de fato esse profissional faz, como é o mercado de trabalho na área, entre outras informações importantes.

E aí, despertou mais interesse por essa profissão? Continue lendo e saiba mais!

Analista de dados: descubra como a ingressar nessa profissão, além de outros detalhes importantes sobre ela.
Analista de dados: descubra como a ingressar nessa profissão, além de outros detalhes importantes sobre ela.

O que faz um analista de dados

Esse é o profissional responsável por selecionar, armazenar, analisar e, por fim, interpretar uma grande quantidade de dados e informações. Esse tipo de atuação é estratégico para as organizações, uma vez que a função é primordial para auxiliar na tomada de decisões.

Um analista de dados terá proximidade com palavras com os universos de programação e banco de dados. Além disso, com as avaliações realizadas pelo analista de dados, é possível observar padrões de comportamento e perfil.

Dessa forma, quem atua nessa função, pode extrair insights após a visualização de dados. E, a partir desses levantamento, indicar soluções para possíveis problemas enfrentados pela empresa.

Sendo assim, quem trabalha nessa funções age em em duas frentes principais: auxiliar na tomada de decisões estratégicas e indicar soluções de dificuldades.

Por conta do valor estratégico desse ofício, a procura por profissionais qualificados para realizá-lo é cada vez maior. Segundo levantamento da consultoria de recrutamento de talentos Hrtech Intera, em 2021, houve crescimento de 485% na abertura de vagas para cargos na área de inteligência de dados.

Graduações para se tornar analista de dados

Há mais de uma maneira para começar na carreira. Porém, vale lembrar que uma graduação ajuda você a desenvolver a função com maior propriedade e possibilidade de valorização.

Entre os cursos relacionados a atuação como analista de dados estão aqueles considerados mais “gerais”, como: tecnologia da informação, sistemas de informação, ciência da computaçãoestatística.

Vale lembrar que há graduações que permitem ao profissional desenvolver visão e habilidades mais centradas nesse ofício. A UnP, por exemplo, possui o tecnólogo em Big Data e Inteligência Analítica, que tem duração de cinco semestres.

O conteúdo do curso é distribuído em 2135 horas e habilita o aluno, por exemplo, para atuar em consultorias, departamentos estratégicos e de planejamento de empresas de todos os segmentos.

Além disso, por ser um curso no formato de tecnologia, conta com um direcionamento voltado para o mercado de trabalho, permitindo um início profissional mais rápido.

Pós-graduações para ser analista de dados

Há também a possibilidade de se especializar nessa função por meio de especializações. Essa é uma maneira de se aprofundar ainda mais no ramo para quem já tem alguma formação relacionada ou deseja passar a exercer esse ofício.

A UnP, por exemplo, possui a pós-graduação em Big Data, que tem duração de dois semestres e 16 disciplinas. Essa é uma ótima opção para crescimento. Afinal, tornar-se um especialista é garantia de maior valorização no mercado de trabalho e possibilidade de atingir melhores cargos e salários.

Onde trabalha o analista de dados

De maneira geral, esse profissional pode trabalhar em nichos, setores e empresas de tecnologia. Seja no setor público ou privado, quem exerce essa função pode atuar em qualquer empresa que precise realizar a análise de dados estratégico. Função que aliás, é cada vez mais valorizada por um número maior de organizações.

Dessa forma, o mercado de trabalho é amplo para o analista de dados, que pode atuar em organizações de muitos segmentos. Além disso, é um ofício importante para a tomada de decisão e que possivelmente resultará em benefícios e lucro para as empresas.

Vale lembrar que a carreira de um analista de dados, passa por diferentes níveis de acordo com a experiência profissional. São eles: analista de dados júnior, analista de dados pleno e analista de dados sênior.

Há também diversas outras possibilidades de atuação, como: consultor, cientista de dados, supervisor, coordenador e gerente.

 

Quanto ganha um analista de dados

De acordo com dados do vagas.com.br, um analista de dados ganha em média um salário de R$ 3.094,00. Vale lembrar que o valor depende do tempo de experiência, do local e da empresa em que o profissional estiver. Ainda segundo o mesmo site, a remuneração pode chegar a R$4.888.

Gostou dessa profissão? Acredita que possui as características e habilidades necessárias para exercê-la? Deixe a resposta nos comentários, vamos adorar saber sua opinião!

Aproveite também para dar uma olhada nestes outros dois conteúdos: Faculdade de Jogos Digitais: conheça esse tecnólogo e Sistemas de informação EAD: saiba mais!

Eduardo Costa

Comentar