Blog da UnP
Entrevista de emprego: 8 dicas para se destacar!

Entrevista de emprego: 8 dicas para se destacar!

Descubra como se preparar para a entrevista e ter mais chances de passar em processos seletivos

A gente sabe que a felicidade de receber uma ligação, agendado uma entrevista de emprego vem acompanhada de um mar de inseguranças e ansiedade. E é claro que todos ambicionam se destacar na conversa com o recrutador e sair na frente dos demais candidatos, mas isso é para poucos e exige esforço.

Pra começar, é importante ter ciência de que não existe uma fórmula mágica para se tornar o candidato ideal para uma determinada empresa. Afinal, somos seres únicos, cada pessoa possuí uma personalidade e características próprias que muitas vezes foram adquiridas com base na sua experiência de vida e educação.

Portanto, não ser o candidato ideal para uma determinada companhia não é, necessariamente, algo ruim. Muitas vezes pode apenas significar que você possui valores ou até mesmo um perfil, ou trajetória profissional diferente do que eles estão buscando para aquele momento que a empresa.

Mas sim, existem algumas dicas e estratégias que podem facilitar muito esse processo de contratação. E a primeira dica, é conhecer qual é o seu perfil profissional para poder apresentar seus pontos fortes e fracos, e tornar sua apresentação mais pessoal e naturalmente única.

E aí, quer saber mais? Então, continue a leitura porque estamos apenas começando.

8 dicas para se destacar em uma entrevista de emprego e conquistar a tão sonhada vaga

O objetivo de uma entrevista, seja presencial ou online, é criar um ambiente de conversa entre o recrutador responsável pela seleção e o candidato. Essa conversa tem a finalidade de cruzar informações para identificar se o perfil do candidato está condiz com a vaga disponível naquele momento. Então, sem mais delongas, vamos a dicas!

1.   A preparação começa com o seu currículo

O seu currículo é o seu cartão visita profissional! Sendo assim, a sua preparação para um processo seletivo começa desde a elaboração do currículo, uma vez que ele é o fio condutor dos principais pontos que serão abordados durante a conversa com o recrutador.

É fundamental que o currículo possua uma estrutura e tipografia que facilite a leitura. Portanto, separe os conteúdos do currículo por tópicos e utilizando negrito para dar destaque, como exemplo: formação acadêmica, experiência profissional, objetivos, habilidades e cursos.

Outro ponto importante para elaboração do currículo é refletir na sua trajetória profissional. Afinal, pontuar e destacar os resultados que você obteve profissionalmente vai tornar o seu currículo muito mais atraente, do que um currículo que apresentar só conhecimentos e atividades exercidas.

2.   Seja um stalker da empresa

É essencial fazer uma pesquisa sobre a empresa para entender quais são os valores, objetivos e qual é o negócio da empresa antes de ir para uma entrevista. Os recrutadores, além de procurar por profissionais qualificados, estão buscando candidatos que se identifiquem com os valores e ideais da instituição.

Então pesquise sobre a empresa e seu histórico, essas informações vão facilitar muito na hora de responder perguntas como: “Por que eu devo te contratar?”.

Afinal, se você tem uma visão do mercado que essa empresa atua, e quais são os objetivos, você vai conseguir informar como você pode contribuir de imediato nessa trajetória da instituição. Logo, você consegue apresentar respostas muito mais objetivas e de valor para aquele negócio.

A internet é um ótimo aliado para esse tipo de pesquisa, você pode achar todas as informações necessárias sobre praticamente todas as instituições no Linkedin da empresa e no site institucional.

Entrevista de emprego

3.   Utilize uma linguagem adequada durante a entrevista de emprego

Muitas vezes a linguagem adequada vai depender do perfil de cada empresa. Hoje, é bastante comum encontrar uma startup descolada, onde você possui mais liberdade de expressão em uma entrevista de emprego e até mesmo uma política de “NO DRESS CODE”, ou seja, não há uma regra de vestimenta.

Por isso, é importante você pense e pesquise sobre a instituição para adequar seu vocabulário e até mesmo o estilo das suas roupas para falar a mesma língua da empresa. É uma sinergia entre o candidato e a instituição!

Mas atenção, é sempre essencial em qualquer empresa evitar palavras ofensivas, com conteúdo impróprio, rude, obsceno, agressivo ou imoral e em alguns casos gírias. Mas, tenha em mente que nem sempre você conseguir todas as informações necessárias para se adequar, nesses casos tente optar por um visual e linguagem verbal mais neutra.

4.   Seja sucinto e objetivo

Conforme as perguntas vão sendo feitas, é normal se sentir nervoso, mas tente manter a calma e responder de forma objetiva, sucinta e clara. Nunca tente mentir sobre os seus dados ou conhecimentos, o entrevistador pode sentir vontade de testar sua expertise.

Outro ponto importante e que muitas pode gerar insegurança é para falar sobre o motivo da demissão. Precisamos desmistificar que demissão é sempre sinônimo que fez algo ruim, muitas vezes apenas o objetivo do profissional não está mais alinhado com o da empresa.

E não existe nada de errado com isso! Só é importante que você descreva seus motivos de forma respeitosa e profissional, ou seja, sem ofender ou falar mal da antiga empresa.

5.   Demonstre iniciativa durante a entrevista de emprego

Tenha iniciativa de comunicação em dinâmicas de grupo e demonstre ânimo para falar. Parece que não faz diferença, mas as pessoas percebem a satisfação e ânimo em participar do processo seletivo e isso faz total diferença.

Faça um esforço para vencer a timidez e crie ideias estratégicas, demonstre seu ponto de vista e faça melhor ainda, mostra que seu ponto vista tem embasamento, em vez de ficar somente como uma pessoa imparcial.

Às vezes temos receio de nos comprometer expondo nosso ponto de vista, mas você está ali disputando uma vaga, é importante mostrar sua personalidade. Além disso, demostrar que consegue tomar decisões rápido e conviver com opiniões diferentes da sua.

6.   Relate suas experiências

O momento de contar as suas experiências, é a sua chance de provar suas habilidades e capacidades, por isso é importante dedicar um tempo para pensar na sua trajetória profissional.

Geralmente, esse tópico acontece logo no começo da entrevista o que pode dificultar pelo nervosismo, mas tente reservar um momento para listar os seus projetos importantes e relembrar de situações difíceis que você conseguiu apresentar uma solução criativa.

Nesse momento é sem modéstia! Então, seja muito específico sobre o grau de responsabilidade das suas funções e sobre o sucesso dos seus principais projetos. Se possível apresente número, explique qual foi seu raciocínio para levar uma resolução.

Lembre-se, não fale mal do seu chefe e colegas de trabalho tá?!

7.   Bônus para iniciantes: Se não tem experiência ainda, conte sobre outras situações

Se você ainda não tem a experiência de trabalhar em uma empresa, lembre-se que você tem várias experiências dentro da instituição de ensino, que é um laboratório para preparar profissionais.

Nada te impede de explorar as principais situações para desenvolver um trabalho em grupo, intercâmbio, iniciação cientifica, ou até mesmo, os desafios de assumir uma graduação. Já que exige muito esforço e responsabilidade.

O mais importante é que você demonstre o seu raciocínio, a sua forma de explorar e lidar com novas experiências. E falando de novas experiências, é inevitável pensar em estágios né?!

Afinal, o sonho de conseguir um estágio na área persegue todos os estudantes. E pensando nisso, preparamos um conteúdo específico para quem quer se preparar para uma entrevista de estágio, vem conferir! 

8.   A pergunta mais temida: “por que você?”

É bastante comum os recrutadores questionarem por quê ele deve escolher você entre outros candidatos. E, nessa situação, a melhor solução é ser muito sincero.

Portanto, fale sobre como você lida com responsabilidades, a importância que você dá para o seu trabalho, demonstre interesse pela vaga e tente linkar suas qualidades com o propósito da empresa, afim de realmente agregar valor à instituição e em você como profissional.

E você conhece mais alguma dica importante? Deixe nos comentários suas sugestões para quem está começando! E se você quer continuar sempre atualizado sobre a vida acadêmica, cursos e carreira, é só acompanhar o blog UNP!

Paloma Silva

Comentar