Blog da UnP
Segunda graduação

Segunda Graduação: entenda os benefícios de investir em um novo diploma

Estamos vivendo um momento de transformação, em que a qualificação e habilidades específicas tornaram-se soluções na busca por novos resultados. Por isso, tem sido cada vez mais comum que profissionais de diversos perfis cursem uma segunda graduação.

Os avanços tecnológicos têm gerado grandes mudanças, que permitem o surgimento de novas oportunidades no mercado de trabalho. Sendo assim, as empresas buscam por profissionais cada vez mais qualificados e prontos para inovar.

E nessa corrida tecnológica, a busca por novas habilidades e conhecimentos para o profissional do futuro é essencial. Dessa forma, voltar para as salas de aula é uma opção prática e cheia de benefícios para o currículo. Afinal, qualificação deixou de ser apenas um diferencial no mercado e passou a ser requisito indispensável.

Mas você já parou para pensar em como uma novo diploma pode aumentar as suas possibilidades de atuação no mercado de trabalho? Um dos principais benefícios de cursar uma segunda graduação (ou segunda licenciatura) é que você não vai precisar, necessariamente, de mais quatro anos para concluir o curso.

Além disso, quanto mais diplomas, maior será seu leque de possibilidades no mercado. E para ajudar nessa decisão, separamos algumas informações fundamentais para quem está cogitando voltar para salas de aula. Vem conferir!

O que é segunda graduação?

Quando um profissional formado (seja bacharel ou professor licenciado) decide investir em um novo curso, esse novo curso é chamado de segunda graduação. Normalmente, os profissionais são motivados a ingressar em um novo curso por diversas razões. Duas, entretanto, são as principais: a busca por qualificação complementar ou o desejo de passar por uma transição profissional.

Sendo assim, a segunda graduação pode oferecer as ferramentas necessárias para que um profissional possa atuar em diferentes áreas ou para aprofundar ainda mais o conhecimento em determinada atividade.

Não existe regra específica para escolher um novo curso, mas quanto maior a relação entre os estudos e objetivos profissionais, maior será a chance de recolocação profissional. Por isso, vale a pena pensar sobre quando começar uma segunda graduação será interessante para você e sua carreira.

O que é segunda licenciatura?

A licenciatura é uma modalidade do curso superior que prepara profissionais para atuarem como professores no ensino fundamental, médio e profissionalizante. A habilitação será oferecida de acordo com a área do conhecimento do curso de graduação. Assim, há licenciatura no curso de Letras, Matemática, História, Biologia, dentre outros.

Portanto, trata-se de uma modalidade voltada para profissionais que desejam atuar na área da educação. Então, se você é um professor de Artes e quiser fazer uma segunda licenciatura para atuar dando aulas de Língua Portuguesa, por exemplo, é uma possibilidade. Neste caso, você iria passar por uma transição de área dentro da mesma modalidade.

Mas, por outro lado, você pode ser um profissional graduado em Ciências Biológicas que deseja aumentar o seu campo de atuação como profissional. Assim, o melhor cenário seria uma Licenciatura em Ciências Biológicas. Dessa forma, você poderia dispensar da grade diversas matérias similares e sair com o diploma para dar aulas.

Benefícios de uma segunda graduação

Como você já pôde ver, há diversas possibilidades e vantagens ao optar por uma segunda graduação. Mas eles não param por aí. Vem conhecer outros benefícios para sua vida profissional!

Formação mais rápida e flexível

Dependendo do seu curso e da grade curricular, é possível eliminar boa parte das disciplinas e ter mais agilidade para a sua segunda formação.

Assim, sua primeira graduação irá servir como base para o segundo curso. Ela irá permitir que você tenha uma visão mais ampla da área e muito mais campo de atuação no mercado de trabalho.

Uma vez que as áreas de conhecimento não são grandes blocos desconexos, na segunda graduação você terá acesso a diversos conteúdos que se complementam. Assim, eles poderão contribuir para a formação de um profissional com visão mais ampla e capaz de executar funções diferentes.

Acesso sem vestibular

Além da formação mais rápida, o próprio acesso à segunda graduação é mais simples e prático. Pelo fato de o aluno já ter um diploma de graduação, a maioria das faculdades não vão exigir vestibular novamente.

No geral, as universidades solicitam a comprovação de conclusão do primeiro curso ou cópias do diploma. Muito mais fácil né?!

Faça sua graduação na UnP

Segunda graduação é uma ótima opção para mudar de carreira

Tenha sempre em mente que é normal mudar de área. Mas nesse caso, vale a pena dedicar um tempo para refletir e buscar informações para tomar uma decisão mais acertada.

Mesmo assim, todo conhecimento adquirido pode ter um novo significado e ser útil em outra área. É como diz a célebre frase de Lavoisier:

Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma!

Portanto, se você decidir que quer mudar de área, vale a pena ajustar sua rota e entender o que você pode fazer para adquirir uma nova função e como você pode chegar aonde deseja.

Então, pare um momento para traçar um plano de carreira, entender quais são as suas motivações e analisar onde você espera chegar cursando uma segunda graduação ou outras formas de qualificação.

E aí, está se sentindo mais preparado (a) complementar ou começar uma nova carreira profissional? Aproveite e acesse o catálogo de cursos da UnP!

Paloma Silva

Comentar