Blog da UnP
Universitários

10 características de um bom estudante universitário

Analise as qualidades mais importantes da vida acadêmica

No universo acadêmico, as salas de aula são cheias dos mais variáveis tipos de universitários(as). Cada um com sua própria originalidade e com o seu estilo de aprender. 

Determinadas pessoas têm maior facilidade de aprendizado, enquanto outras têm dificuldade para fixar o conteúdo. Mas, muito mais do que um bom desempenho acadêmico e inteligência, o que caracteriza um bom universitário são as atitudes que ele toma para ter um melhor aproveitamento do que é ensinado nas aulas.  

Cada pessoa tem o seu modelo a ser seguido para ser um bom aluno, vai de cada um saber administrar seus melhores métodos de aprendizagem. No entanto, algumas atitudes costumam ser comuns à maioria dos universitários considerados bons alunos e vamos dar essas dicas para você. 

Antes de começar, é interessante saber que a jornada no universo acadêmico é repleta de desafios. Mas, você terá sempre seus professores e seus colegas para te darem apoio e compartilharem experiências únicas.  

Em uma sala com mais de 30, 40 ou 50 pessoas, ser um bom universitário não basta: é preciso se destacar. No final das contas, você quer conquistar as melhores oportunidades, não é mesmo? Confira nossas dicas! 

Universitários
Universitários

Características para ter sucesso na universidade 

1. Frequência nas aulas 

Os universitários que frequentam as aulas ficam por dentro do que está sendo ensinado nas disciplinas. Além disso, conseguem seguir o cronograma de datas de provas e trabalhos e não perdem nenhuma avaliação. 

Além do mais, designam uma relação mais concreta com o professor e com os colegas, o que pode ser muito benéfico na hora de estudar e tirar dúvidas ao longo do semestre. 

2. O estudante universitário tem que ter atenção redobrada 

Na universidade, depender dos colegas para lhe repassar informações não é o ideal. Então, caberá a você manter o foco redobrado para não perder nenhum detalhe importante. 

Anote: não acredite apenas na sua memória, ela pode falhar. Siga um método para escrever as informações, evitando esquecimentos ou confusões. 

3. Foco 

Não adianta comparecer às aulas e não prestar atenção em nada do que está sendo discutido em sala. Para ser um universitário e profissional de sucesso é importante usar o momento da aula para manter-se focado por algumas horas e tirar suas dúvidas com o professor. 

Ficar atento às aulas é muito importante, principalmente, para pessoas que têm uma rotina muito adversa fora do ambiente acadêmico e possuem dificuldades em encontrar tempo para estudar quando não estão na universidade. 

4. Organize-se 

Organização é a base para uma vida universitária mais tranquila. Você precisa dela para conciliar todas as responsabilidades e compromissos da universidade. Para isso, você pode usar uma agenda. 

Nela, você pode anotar as tarefas no dia em que elas são recebidas e no dia marcado para a entrega. Assim, você sabe todas as atividades que foram passadas no dia e quando deve entregá-las.  

Além das tarefas, você pode usar a agenda para anotar compromissos pessoais, controle de gastos, entre outras informações. Uma boa alternativa é usar um código de cor para cada categoria. 

Para os universitários que preferem uma alternativa mais digital, você pode criar sua própria agenda em aplicativos online gratuitos, como o Google Calendar. Além de anotar tudo que você precisa fazer, também é possível incluir lembretes no celular. Assim, o risco de esquecer alguma tarefa ou compromisso é bem menor. 

Outra vantagem da agenda digital, é que você pode convidar outras pessoas para um evento online. Essa é uma função interessante para estabelecer reuniões com seus colegas da universidade. 

5. Ser participativo 

Um bom universitário participa das aulas com perguntas, opiniões e discussões. Isso enriquece o aprendizado e amplia sua capacidade de refletir e formar suas próprias opiniões sobre determinado assunto. 

6. Disciplina  

Tenha disciplina para organizar seus momentos de descanso e estudo. Isso permite que você permaneça fazendo seu melhor na universidade e sabendo quando é a hora de ir a festas, barzinhos ou assistir Netflix. 

Por exemplo, se você sabe que as redes sociais são sua principal distração, quando estiver estudando, não deixe aquela aba aberta no Instagram. Se a sua fraqueza é o videogame, deixe todos os jogos e o console guardados até que chegue seu tempo livre. 

7. Nunca fique com dúvidas

Permanecer com alguma dúvida, por mais boba que ela possa parecer, não é nem um pouco saudável se você deseja ser um bom universitário. 

Se você é muito introvertido para expressá-las em voz alta, na frente de toda a classe, tire-a com o professor ou com algum colega em particular. Mas, lembre-se: a sua dúvida pode ser a mesma de muita gente. 

8. Definição de estratégias 

Algumas pessoas acreditam que o bom universitário consegue sustentar uma performance excelente simplesmente por ter um talento natural, é inteligente de berço ou aprende com mais facilidade. Na verdade, a maioria deles são apenas pessoas normais com estratégias eficientes de estudo. 

Com o tempo, você precisa determinar as suas estratégias e ver quais são as melhores para o seu aprendizado. Não existe uma fórmula mágica, então, você terá que testar e descobrir qual combina com você. 

Algumas pessoas são auditivas, outras visuais ou até cinestésicas, aquelas que aprendem melhor com o tato. Quem é do tipo auditivo aprende melhor se ouvir alguém falando. Se você pertence a esse grupo, pode pedir ao professor para gravar as aulas e ouvir várias vezes, ler suas anotações para si mesmo em voz alta ou, ainda, esclarecer a matéria para seus colegas. 

As pessoas do tipo visual aprendem melhor com imagens. Uma excelente técnica para quem pertence a esse grupo é criar mapas mentais para o conteúdo das aulas. 

As pessoas do tipo cinestésico, aprendem melhor se puderem associar o tato ao estudo. Para quem pertence a esse grupo, interatuar com objetos pode ajudar na assimilação e memorização das matérias da universidade. 

9. Utilizar a internet como ferramenta de apoio. 

Vocês sabem o quanto a internet pode tomar nosso tempo e vida. Porém, se bem utilizada, ela é uma ferramenta que auxilia seu aprendizado, como os cursos digitais (EAD) da UnP. 

Da mesma maneira que é um meio repleto de coisas que nos distraem, a internet possui inúmeros recursos, como softwares, blogs, videoaulas e grupos de discussão dos mais variados assuntos. 

Ao estudar online você consegue assistir conteúdo de onde estiver, por meio do celular, tablet ou computador. Além disso, você tem flexibilidade de tempo e pode acessar as aulas a hora que quiser. 

10. Determinação no período acadêmico 

A determinação é o seu lema para ingressar e se formar na universidade. Nenhuma dica servirá se você não tiver essa palavrinha como sua guia.   

Hoje você deverá iniciar respondendo essa pergunta: por que você está na universidade? Você quer um emprego seguro, um bom salário, respeito, fama ou até mudar o mundo com o seu trabalho? Seja qual for seu objetivo, mantenha-o sempre claro em sua mente para evitar distrações.  

Agora, queremos saber: quais dessas características para ser bom estudante universitário você já tem? Comente aqui embaixo. 

Sugestão de leitura: Dicas para quem está iniciando sua carreira | Blog da UnP 

Heloísa Campos

Comentar