Blog da UnP

A importância do universitário para o mercado

Estudantes têm papel significativo em empresas, Veja 4 pontos que comprovam e estatísticas sobre a importância da universidade na carreira

Sim, o país está vivendo uma crise e isso atingiu o mercado de trabalho e a contratação de quem está cursando uma graduação. Por isso, é importante falar sobre a importância do universitário para o mercado de trabalho. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2018, o número de jovens que desistiu de procurar um emprego chegou a 1,7 milhão de pessoas. E a pandemia agravou a situação. 

O mesmo vale para pessoas em todas as faixas etárias. De acordo com o estudo Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD) do IBGE, no primeiro semestre de 2021, o número de pessoas que abriu mão de procurar um emprego, atingiu 6 milhões de pessoas.  

Mas, você que está cursando ou pensando em cursar uma universidade, está sim em vantagem. Por quê? Pois a importância do universitário para o mercado de trabalho é grande: contratar um estagiário ou alguém que faça um curso superior acaba sendo vantajoso para uma empresa.  

De acordo com a segunda edição da Pesquisa de Empregabilidade do Brasil, feita pelo Instituto Semesp, realizada com formandos e alunos de graduação em 2020, 50% dos participantes disse que o ensino superior é fundamental para manter o emprego em momentos de crise. 

Ainda segundo o mesmo levantamento, 36,4% dos participantes citou que o ensino superior trouxe um emprego na área de atuação e outros 24,1% disse que ele gerou aumento no salário. Isso, sendo que 57,7% de quem respondeu à pesquisa mencionou que começou a trabalhar ainda durante a graduação. 

E, afinal, por qual motivo é vantajoso contratar alguém que esteja fazendo um curso numa instituição de ensino superior? Separamos uma lista com 4 pontos que mostram qual a importância do universitário para o mercado, confira:

Saiba qual a importância do universitário para as empresas
Saiba qual a importância do universitário para as empresas

Possibilidade de “moldar o profissional” 

Especialmente no caso dos jovens, fica mais fácil para que o gestor integre o estagiário à cultura da empresa. Normalmente, é mais simples para que alguém mais novo se adapte às rotinas, hábitos e valores da empresa. 

Menor investimento necessário 

A contratação no formato de estágio apresenta vantagens econômicas em relação à contratação tradicional. Já que há a isenção de alguns encargos sociais e trabalhistas. Além disso, o processo burocrático também tende a ser menor. 

Integração à nova cultura digital 

Jovens que cursam graduação são nativos das novas tecnologias. Por isso, têm maior facilidade em propor soluções modernas. Além de tenderem a interagir melhor com novas tecnologias. Já quem está em outra fase da vida, tem a chance de conviver e trocar experiências com esse público no ensino superior. 

Imagem da empresa melhora 

Organizações que investem ativamente em jovens e alunos de cursos de graduação tendem a ser mais bem vistas pelo mercado. Portanto, ao investir na contratação de universitários, tanto o gestor, quanto a instituição, acabam ganhando reputação positiva. 

E aí, está se sentindo mais animado em investir na sua graduação e garantir uma posição melhor no mercado de trabalho agora? Comente aqui embaixo sobre as táticas que usa para valorizar sua carreira. 

E sugerimos que você dê uma olhada nessa série de post aqui para ter maior sucesso ainda na sua empreitada: 

Saiba como descrever seu perfil profissional 

5 dicas para um recém-formado 

Portfólio: confira como criar o seu! 

Como criar um perfil campeão no LinkedIn 

Perfil no Linkedin: como torná-lo mais atrativo

Luca Contro

Comentar