Blog da UnP
Comunicação, característica de um bom profissional

Características de um bom profissional: descubra 7

Você deseja ser um profissional disputado pelas empresas? Não perca mais tempo e aprenda agora

Já parou para pensar quais são as características de um bom profissional? Por exemplo, o que faz uma empresa decidir ou não por uma contratação? Vamos responder essa pergunta e ajudar você a se diferenciar no mercado de trabalho.

Afinal, essa missão está cada vez mais difícil, não é mesmo? O número de pessoas disputando vagas é cada vez maior. Por outro lado, é mais do que possível você se aperfeiçoar. Basta ficar esperto com as dicas que separamos neste post.

Por isso, é fundamental se qualificar, estudar e evoluir sempre. Além de aumentar as chances de conquistar um novo emprego ou uma promoção, você amplia conhecimentos, expande sua visão de mundo e desenvolve senso crítico. São muitos benefícios!

Conhecimentos técnicos são importantes, mas as chamadas habilidades socioemocionais, também conhecidas como softskills, são outro ponto a trabalhar a seu favor.

Mas o que são essas habilidades? Basicamente, são capacidades ligadas à inteligência emocional. Elas estão relacionadas ao controle que as pessoas têm sobre os sentimentos, capacidade de relacionamento com os outros e autoconhecimento.

Alguns exemplos dessas aptidões são:  criatividade, resiliência, ética, empatia e  paciência. Apesar de existirem cursos que ajudam a desenvolver essa habilidades, o aprimoramento delas está muito relacionado à prática diária. É algo desenvolvido com o tempo, trata-se de uma construção.

 

Comunicação, característica de um bom profissional
A comunicação, por exemplo, é característica de um bom profissional. Saiba mais a seguir

Como ser um bom profissional

Você com certeza deseja sucesso na carreira que escolheu seguir, certo? É natural que a gente sonhe com isso. Mas para que isso aconteça, é necessário buscar melhorias constantes. E, para ajudá-lo nisso, separamos algumas dicas para chegar lá. Veja:

  • Equipamentos institucionais são para uso exclusivo do trabalho, evite usá-los para diversão ou questões pessoais;
  • Fale sempre a verdade para equipe de trabalho e gestores;
  • Tenha pontualidade em prazos e horários;
  • Mantenha-se sempre aberto a novos desafios. Assim irá demostrar disponibilidade, engajamento e vontade de aprender;
  • Solicite feedback para quem for líder de sua equipe. Ou seja, peça uma avaliação no desempenho de suas tarefas. Essa é melhor forma de se desenvolver.
  • Ainda sobre o feedback, evite levar críticas profissionais construtivas como algo pessoal, é a partir delas que você detecta o que precisa melhorar;

 

Qual seu perfil profissional

Agora que você já  sabe alguns pontos básicos sobre caminhos para se desenvolver, é hora de falar sobre outras características de um bom profissional.

Mas antes disso, é preciso que você saiba que em um ambiente corporativo, existem diversos tipos de perfis profissionais. Eles são formados por características individuais, identificadas de acordo com a personalidade de cada um.

Não existe exatamente um que seja melhor ou pior que outro. Tudo depende das características de cada um como pessoa. E cada um deles possui pontos positivos e negativos. O importante, na realidade, é saber desenvolver o que for bom e mitigar o que precisar de melhorias.

Sabendo disso, é hora de conferir alguns profissionais. Dê uma olhada e procure perceber com qual deles você mais se identifica:

Colaborador

Está sempre disposto a ajudar, seja com ideias, atenção ou colocando em prática algum planejamento. É um tipo de profissional muito promissor. Precisa tomar cuidado para não se sobrecarregar pelo volume de trabalho e esquecer de suas tarefas.

Planejador

Este perfil tende a trabalhar em ritmo constante. Tendem a ser mais calmos, organizados e preferem um ambiente profissional com uma rotina previsível, sem muitas mudanças. Por outro lado, tem dificuldades em situações inesperadas, pois planeja suas tarefas anteriormente. Destaca-se ao conceber e organizar processos e projetos.

Analista

Organização e responsabilidade são as principais características deste perfil. Este profissional é conhecido por ser preocupado e detalhista com o trabalho, o próprio e o de colegas. Porém, são muito críticos com o próprio trabalho e dificilmente enxergam uma tarefa como perfeita.

Comunicador

Conforme o nome sugere, quem tem este perfil sabe se comunicar bem e influenciar pessoas. Gosta de contribuir dando opiniões e falando em público. Mas, não se preocupam com planejamento e organização.

Executor

Profissionais que não têm medo do trabalho e desafios, fazem o que for preciso para conseguir cumprir seus objetivos. Entretanto, costumam ouvir pouco e só se preocupam com a própria opinião.

 

Características de um bom profissional

Como já mencionamos anteriormente, a procura por melhoria constante está entre algumas das principais qualidades de alguém que é valorizado pela empresas. E isso passa também pela procura por estudar, realizar cursos e adquirir conhecimento.

O diploma de curso superior, por exemplo. Esse é um diferencial que ajuda muito a conseguir destaque no concorrido mercado de trabalho. Possibilitando acesso a melhores cargos e consequentemente maiores salários.

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Semesp e pela Symplicity, consultoria de educação profissional e empregabilidade, mostra que o diploma de ensino superior aumenta renda em 182%. Ou seja, ter uma universidade no currículo é um grande diferencial competitivo.

Além disso, a formação em uma faculdade, é um grande meio para conseguir as chamadas “hard skills”. Que seriam os conhecimentos técnicos, que embasam a realização de uma profissão.

Fora a questão da formação e dos cursos há outras características de um bom profissional. Confira uma lista simples com 7 delas:

  • Comunicação;
  • Autonomia;
  • Automotivação;
  • Trabalho em equipe;
  • Afinidade com a empresa;
  • Ambição;
  • Conhecimento teórico aliado ao prático.

Como saber no que sou bom

Essa é uma das grandes questões na vida profissional, como me descobrir no mercado de trabalho? Como encontrar uma profissão que combine com minhas habilidades?

A verdade é que não há uma resposta pronta. Existem profissionais que descobriram a área de atuação e irão desempenhar determinadas funções para o resto da vida, mas também existem profissionais que estão com 40,45 anos e sentem que precisam mudar totalmente de rumo.

Esse cenário é mais comum do que se imagina. O importante é não colocar muita pressão para tomar decisões. Assim você evita qualquer atitude impensada.

Existem várias alternativas para auxiliar você nisso. Como, por exemplo: testes vocacionais, mentores, coaches e cursos. No entanto, tudo começa com uma autoanálise e uma avaliação do mercado em que está inserido. A partir disso é que se começa a avaliar possibilidades com maior propriedade.

É interessante também procurar experimentar ou, ao menos, conhecer diversas funções, áreas, atividades e segmentos. O importante é nunca se acomodar caso não se sinta feliz em uma situação ou posição profissional, ok?

E aí, compreendeu alguns dos fatores que levam as empresas a decidir por uma contratação? Agora, você tem um direcionamento sobre quais são as características de um bom profissional. Quais delas você possui e quais precisa desenvolver? Responda nos comentários e participe do nosso blog. Afinal, ele é seu.

Agora que chegou até aqui, que tal conferir dois conteúdos que separamos para você? Se quer alavancar a carreira após a pandemia ou saber como entrar no mercado de trabalho enquanto universitário, dê uma olhada nestes posts: Como alavancar a carreira após a pandemia e Dicas para entrar no mercado de trabalho enquanto universitário.

Eduardo Costa

Comentar