UnP - Carreiras
Perfil no Linkedin

Perfil no Linkedin: como torná-lo mais atrativo

Você sabia que é possível alavancar a sua carreira profissional utilizando o seu perfil no Linkedin? O Linkedin é uma plataforma digital que revolucionou a forma como procuramos emprego. Ela acabou por se tornar uma espécie de currículo digital, mas com toda a interação de uma rede social. 

Perfil no Linkedin

A plataforma digital tem o propósito de conectar profissionais, para que seus usuários possam manter uma relação corporativa. Além disso, ela é capaz de criar network, ou seja, uma rede de contatos profissionais.

Pensando nisso, preparamos uma lista com 5 passos para que você dê match definitivo com a sua carreira! Vem descobrir como turbinar seu perfil no Linkedin. 

5 passos para turbinar seu perfil no Linkedin

Hoje, o Linkedin conta mais de 600 milhões de usuários e está presente em mais de 200 países. Por isso, a plataforma representa uma cadeia global riquíssima de oportunidades. Assim, é essencial criar um perfil mais atrativo e profissional para expor seu produto ou serviço, além de buscar novas oportunidades de trabalho.

1. Torne o seu perfil mais completo 

Um perfil no Linkedin mais completo vai fazer com que você receba mais visitas. Por isso, é muito importante que você preencha seu histórico profissional corretamente.

Escreva nas descrições suas experiências e competências adquiridas nos cargos anteriores, adicione informações sobre trabalhos voluntários e capriche nas publicações. Isso irá garantir que seu perfil reflita melhor a sua marca pessoal.

Utilize também o cartão de apresentação do seu perfil. Essa seção fica na parte superior da sua página no Linkedin. Ela é a primeira impressão que usuários têm ao visitar o seu perfil. E é ela que apresenta as informações que descrevem seu status profissional atual.

O cartão de apresentação é composto por foto, nome, imagem de fundo, título, cargo atual, formação acadêmica, setor, localidade e informação de contato.

Uma dica preciosa para melhorar o desempenho do seu perfil: é essencial que você insira uma foto. A fotografia é fundamental no processo de seleção, já que ela chama muito mais atenção.

Apenas para que você tenha uma ideia, perfis que possuem foto no Linkedin recebem 21 vezes mais visualizações e 36 vezes mais mensagens. Entendeu porque é importante investir nesse recurso?! 

2. Use palavras-chaves 

As palavras-chaves são os termos utilizados para realizar pesquisa na web em buscadores como o Google, ou em redes sociais, como Facebook, Youtube e no próprio Linkedin.

Quando você utiliza palavras-chaves para realizar uma busca no Google, por exemplo, ele vai exibir resultados com o mesmo termo ou uma variação dele.

No seu perfil do Linkedin também funciona assim, já que a rede utiliza algoritmos de pesquisa. Portanto, se um recrutador pesquisar por “comunicação empresarial” na barra de pesquisa, o algoritmo irá exibir os perfis que contem com o termo ou suas variações.

Logo, as palavras-chaves podem facilitar o processo para ranquear seu perfil para que ele fique entre os melhores no Linkedin e aumente suas chances de contratação.

Assim, você pode incluir as palavras-chaves mais utilizadas na sua área no título, no resumo e nas competências. Mas, atenção: é muito importante que você insira as palavras-chaves com naturalidade e moderação. 

3. Busque criar valor na sua rede

No processo de criação de qualquer conteúdo para redes sociais, é fundamental que você determine quais são os seus objetivos com a publicação.

Você quer ser reconhecido como autoridade na sua área? Você deseja realizar uma oferta de um produto ou serviço contextualizado com o seu conteúdo? Ou apenas deseja contar sua história profissional?

Enfim, você pode determinar diversos objetivos. Mas para criar valor na sua rede, é fundamental propor informações relevantes, inovadoras ou até mesmo conteúdos específicos para a formação profissional dos seus colegas. 

Durante o processo de criação, você pode pensar em um conteúdo em vários formatos como, por exemplo, propor uma solução de um problema. Outra ideia é o compartilhamento de sua história profissional ou a discussão de algum assunto que tenha a ver com seu momento profissional.

O Linkedin, assim como todas as outras redes sociais, tem uma área dedicada aos assuntos que estão em alta. Entender quais são esses assuntos e como eles estão sendo desenvolvidos, é fundamental nesse processo de criação.

E não se esqueça: procure desenvolver seu conteúdo utilizando como direcionamento o seu propósito e seu público. 

4. Mantenha seu perfil no Linkedin atualizado 

Como falamos anteriormente, o Linkedin tornou-se uma espécie de currículo digital. Logo, manter o seu cargo atualizado é essencial para os mecanismos de busca. 

Um recrutador também está buscando a solução de um problema, já que ele pretende encontrar um profissional incrível para a vaga divulgada. Portanto, ele vai utilizar os mecanismos de busca para encontrar a pessoa certa.

Então precisamos imaginar quais serão as palavras chaves que o recrutador vai utilizar para localizar o seu perfil. Se você é um advogado trabalhista, qual é termo utilizado dentro dessa área?

Agora, se você está buscando uma nova oportunidade de trabalho, pensa comigo: qual a chance de um recrutador utilizar como palavra-chave de busca “desempregado” ou então “buscando recolocação profissional”? Provavelmente, ele irá utilizar termos de representação da área.

Por isso é tão importante sempre manter atualizado suas habilidades e funções exercidas, utilizando as palavras-chaves para ranquear melhor o seu perfil.  

5. Dicas de como construir um perfil do Linkedin para estudantes sem experiência

O seu perfil no Linkedin precisa ter todas as informações completas, afinal, ele vai servir com base para as informações que o recrutador vai obter. Então não deixe de informar sua área de formação, localização e um breve resumo sobre você.

Claro, sempre bate aquela insegurança sobre o que incluir em um resumo não é? Mas calma, é muito simples! O resumo é um espaço feito para você se apresentar, portanto, conte quem é você, o que você faz e quais são os seus objetivos e habilidades.

Também vale a pena escolher uma foto com fundo neutro, bem como roupas e acessórios compatíveis com o ambiente de trabalho no qual deseja atuar. 

Adicionar pessoas que você conhece também é fundamental para o desempenho do seu perfil. Dentro da sua instituição de ensino, você tem uma fonte riquíssima de rede de contatos. Por isso, aproveite para adicionar seus colegas de classe e seus professores, que são profissionais da área e já possuem nome no mercado.

E o mais importante tudo: acredite no seu potencial! Não deixe de informar se você já realizou trabalhos voluntários, intercâmbios e detalhe sua trajetória acadêmica.

Por isso, seja criativo e lembre-se que a maior parte das habilidades você vai adquirir dentro da instituição de ensino. Portanto, informe no seu perfil se você, por exemplo, tem habilidade em Photoshop, Autocad, Adobe Illustrator ou ainda se realizou atividades de pesquisa e iniciação científica, por exemplo.

Você pode incluir todas essas informações no Campo de Competências e sem medo errar, já que todas elas traduzirão suas experiências acadêmicas para um perfil profissional.  

Pronto, agora você pode caprichar e deixar o seu perfil no Linkedin ainda mais atrativo. Conta para a gente o que você achou da nossa lista. E se você quer estar sempre atualizado sobre vida acadêmica, cursos e carreira, acompanhe o blog da UnP! 

Paloma Silva

2 comentários