Blog da UnP
Iniciação Científica

Qual é a importância da iniciação científica no período de graduação?

Descura o que é iniciação científica e tire suas dúvidas

Iniciação Científica é um trabalho que foi designada pensando em promover a disseminação do conhecimento. Por ter esse caráter educativo, é empregada com objetivos acadêmicos, ou seja, colabora com a pesquisa e a ciência na universidade. 

Esse tipo de trabalho cultiva a relação dos contatos dos universitários que desejam ser pesquisadores. Então, durante o processo de Iniciação Científica, os professores têm a finalidade de auxiliar os(as) alunos(as) a darem início a uma carreira acadêmica com um trabalho bem feito.  

Com isso, ao produzir uma Iniciação Científica no mestrado, doutorado e até mesmo no pós-doutorado, há possibilidade do(a) aluno(a) ser reconhecidos(as) nas academias de pesquisas internacionais.     

No entanto, durante o fluxo da graduação o universitário consegue embasamentos metodológicos e práticos com o objetivo de explanar as suas capacidades cognitivas, promovendo o aprendizado de técnicas e métodos científicos.  

Além disso, a Iniciação Científica visa estimular o desenvolvimento dos pensamentos críticos dos(as) alunos(as), ajudando-os(as) a tornarem-se pesquisadores(as). 

Durante todo o processo do trabalho, há relações interpessoais com os colegas de classe e até de outros cursos que se encontram atrelados em outros projetos de Iniciação Cientifica. 

Deste modo, você sabia que ingressar no seu projeto de pesquisa científica no primeiro semestre da universidade traz benefícios? Fazendo o projeto de Iniciação Científica no começo da universidade, você ganha vantagens e tempo para quando estiver no último semestre do seu curso de graduação. 

Iniciação Científica
Iniciação Científica

Conheça um pouco mais sobre o processo de Iniciação Científica 

Participar do processo de Iniciação Científica logo no começo da universidade, é uma ótima oportunidade de treinar para quando chegar a hora de fazer a preparação do seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) 

Enfim, o programa permite que você tenha contato com novas teorias, e poderá instruir-se a desenvolver técnicas de pesquisas. Logo, terá embasamento teórico para produzir artigos congruentes seguindo as normas da Associação Brasileiras de Normas Técnicas (ABNT). 

Além do mais, os universitários aplicam o projeto da Iniciação Científica como assunto para o trabalho de conclusão do curso. Às vezes, escolhem até falar sobre o mesmo tema, mas com uma nova percepção. 

O que é preciso para desenvolver um projeto de iniciação cientifica na graduação? 

Para desenvolver um projeto de iniciação cientifica é necessário buscar um tema que te agrade e possa trazer conhecimento na área, formular uma pergunta-problema e desenvolver sua pesquisa de modo que a pergunta seja solucionada. 

No livro “Manual de Métodos e Técnicas de Pesquisa”, o autor Santos explica que de maneira geral, o cientista inicia o processo de pesquisa com a escolha de um tema de pesquisa, que, por si só, não constitui um problema de pesquisa. 

Ao formular perguntas sobre o tema, provoca-se sua problematização. Portanto, a maneira mais fácil e direta de formular um problema de pesquisa é elaborar uma pergunta sobre determinado tema.”

Portanto, a fase de deliberação do problema é o momento de problematizar o tema da pesquisa. Deste modo as perguntas são fundamentais para alcançar quais serão os objetivos da sua Iniciação Científica.  

Confira alguns questionamentos fundamentais abaixo:  

  • Como o evento ocorre? 
  • Com o que o evento está associado? 
  • O que intervém nesse evento? 

 Outro fenômeno crucial ao longo da iniciação cientifica é a formulação das hipóteses – lembrando que elas consistem em respostas precedentes. Logo, sua construção é embasada em argumentos ainda não testados e sua veracidade será confirmada após a conclusão da pesquisa (por isso são apenas hipóteses). 

Outro aspecto crucial para seu projeto é a: Coleta de Dados. 

A coleta de dados é o elemento eficaz para confirmar ou refutar a veracidade das hipóteses, ou seja, exatamente nesta etapa do projeto o pesquisador tem a obrigatoriedade de ser um indivíduo neutro e que suas persuasões não interfiram no processo acadêmico. 

Sendo assim, durante o desenvolvimento de uma pesquisa cientifica, torna-se possível fazer a análise e interpretação desses dados, para responder suas hipóteses e solucionar a pergunta-problema. 

Mediante ao escopo estrutural da pesquisa é formidável destacar-se que o pesquisador precisa ser imparcial. Principalmente para realizar a análise e a interpretação dos dados.  

Afinal, nessa fase há a comprovação — ou não — dos argumentos estabelecidos no início da pesquisa. Nesta ocasião ele precisará afeiçoar-se o que os dados mostram, fazer uma interpretação e chegar a uma conclusão. 

E aí, então? Você ainda tem dúvidas sobre a Iniciação Científica? Então, deixe um comentário aqui! Teremos o maior prazer em ajudá-lo(a), a sanar as suas dúvidas!

Sugestão de leitura: Aplicativos que te ajudarão na organização dos estudos | Blog da UnP 

Heloísa Campos

Comentar